Geral

História e tradição do presépio de São Francisco

Salve Jesus, Maria e José!
Iniciamos nossas postagens neste ano de 2014 às vésperas da Festa de São Francisco, que deu início à bela tradição do presépio. Vamos ver como foi, lendo um texto e assistindo a um vídeo!

Tudo começou assim: três anos antes de sua gloriosa morte, São Francisco fez algo admirável no povoado de Greccio. Havia nesse lugar um homem chamado João, de boa fama e vida ainda melhor, a quem São Francisco tinha especial amizade porque, sendo muito nobre e honrado em sua terra, desprezava a nobreza humana para seguir a nobreza de espírito. Uns quinze dias antes do Natal, São Francisco mandou chamá-lo, como costumava, e disse: “Se você quiser que nós celebremos o Natal de Greccio, é bom começar a preparar diligentemente e desde já o que vou dizer. Quero lembrar o menino que nasceu em Belém, os apertos que passou, como foi posto num presépio, e ver com os próprios olhos como ficou em cima da palha, entre o boi e o burro”. Ouvindo isso, o homem bom e fiel correu imediatamente e preparou o que o santo tinha dito, no lugar indicado.

Aproximou-se o dia da alegria e chegou o tempo da exultação. De muitos lugares foram chamados os irmãos: homens e mulheres do lugar, de acordo com suas posses, prepararam cheios de alegria tochas e archotes para iluminar a noite que tinha iluminado todos os dias e anos com sua brilhante estrela. Por fim, chegou o santo e, vendo tudo preparado, ficou satisfeito. Fizeram um presépio, trouxeram palha, um boi e um burro. Greccio tornou-se uma nova Belém, honrando a simplicidade, louvando a pobreza e recomendando a humildade.

[ texto completo no site do Mosteiro das Irmãs Clarissas de Cascavel,PR ]

Lembremos do espírito que moveu São Francisco a reproduzir a noite do nascimento de Jesus, e alcançaremos muitos bons frutos de piedade e conversão!

A matéria no vídeo abaixo mostra como o povoado de Greccio vive até hoje a inspiração de São Francisco na celebração do Natal, por meio do presépio:

Compartilhe!